quarta-feira, 31 de julho de 2013

Campeonato Juazeirense Ativo de Xadrez 2013

Campeonato Juazeirense Ativo de Xadrez 2013

Prezados Amigos será realizado no dia 17 de agosto o Campeonato Juazeirense de xadrez ativo,o evento tem como principal objetivo movimenta o Xadrez na Região do vale do São Francisco do lado da Bahia,integrar os jogadores de Petrolina e juazeiro numa grande confraternização do xadrez Regional

Campeonato Juazeirense Ativo de xadrez 2013
Taça Colégio Decisão
17 de agosto
Juazeiro-BA

Local: Pátio de eventos doColégio Decisão de juazeiro-BA.
Data: 17 de Agosto (sábado)
Horários: 13:30hs ás 14:00hs  inscrição, as 14:15hs Primeira Rodada.
Sistemo do Torneio: Swiss 06  Rodadas
Tempo de Reflexão: 16 minutos nocaute.
Valor da Inscrição: R$ 10,00 Geral.
Escolas Pública: R$ 5,00
Premiação:
Categorias Absoluto: Arbitro Henrique Melo
 Campeão 50,00+ troféu
2º lugar 30,00+ medalha
3º lugar 20,00= Medalha
Sub-16 troféu
Sub-14 Troféu
Fem Troféu
Obs: medalhas até o 5º lugar
Melhor aluno e aluna do Colégio Decisão Troféu.
Categoria Infantil: Arbitro Agnaldo Melo
Campeão sub-12 troféu
Campeão sub-10 troféu
Campeão sub-08 troféu
Medalhas até o 10º lugar de cada categoria

Diretor do Torneio: Agnaldo Melo
Patrocínio: Colégio Decisão de Juazeiro-BA
Organização: Podium Chess Eventos
Apoio: Federação Pernambucana de xadrez
TV São Francisco
Associação Sanfranciscana de xadrez
Clube de xadrez on-line
Cobertura e Reportagem:
TV SÃO FRANCISCO

Divulgação:
http://www.clubedexadrezonline.com.br/
http://www.xadrezpetrolina.blogspot.com.br/
http://emidioxadrez.blogspot.com.br/
http://afogadosxadrezclube.blogspot.com.br/
http://xadrezpernambuco.blogspot.com.br/
www.jornalintermediariojua.blogspot.com.br


Nova Lei do Xadrez

Nova lei do xadrez que passou a vigorar a partir de 1º de julho de 2013

POR AI ANTÔNIO BENTO:  

No 83º Congresso da FIDE realizado em Istambul no início deste mês, a Comissão de Regras submeteu o texto da nova lei do xadrez que passa a vigorar a partir de 1º de julho de 2013. Abaixo estão listadas as principais alterações.

• Passa a ser legal a opção de promoção, retirando o peão da penúltima (7ª ou 2ª) e colocando a peça escolhida na casa de promoção (8ª ou 1ª)

• Após fazer o lance no tabuleiro, o jogador deverá parar o seu relógio e acionar o de seu oponente (isso quer dizer que terá de pressionar seu relógio) completando o seu lance.

• Somente o jogador que tem a vez de jogar pode ajustar peça(s) no tabuleiro

• No caso de um jogador com deficiência que não pode pressionar seu relógio ou não possa anotar seus lances, seu relógio não será ajustado.

• Perde a partida o jogador que chegar depois do horário default a menos que o árbitro decida adiar o início da partida devido a circunstâncias imprevistas (problemas de força maior)

• O regulamento técnico da competição pode especificar o horário de chegada (tolerância zero ou diferente de zero)

• A punição para o jogador que reivindica incorretamente empate com base em repetição de jogada ou regra dos 50 lances passa a ser de 2 minutos de bônus para o adversário ao invés de 3 minutos

• No caso de reivindicação de empate com base no artigo 10.2, o árbitro terá as seguintes opções: 
a) a aceitar a reivindicação
b) adiar a decisão
c) continuar o jogo usando delay ou um incremento (5 seg adicionados ao relógio de ambos os jogadores); ao relógio do adversário será acrescido também o bônus de 2 minuto.
d) rejeitar a reivindicação

• Exceto se o regulamento técnico dispuser em contrário, o jogador pode apelar de qualquer decisão do árbitro mesmo que tenha assinado a planilha

• O regulamento técnico pode estipular punição diferente, menos severa, para os casos de toque de celular (e outros equipamentos eletrônicos) de jogador durante a rodada

• O jogador pode, durante o andamento da partida, solicitar ao árbitro explicações sobre determinada regra da lei do xadrez

• No caso de irregularidades ocorridas, o árbitro poderá em determinados casos não mudar os tempos dos relógios. A vantagem é que a programação do torneio pode ser mantida. Isto é muito importante quando deve ser jogada mais de uma rodada num mesmo dia.

• O árbitro pode adotar medidas especiais no que diz respeito aos jogadores DV e daqueles que necessitem de cuidados médicos.

• O árbitro tem a possibilidade de, em alguns casos, decidir parar o relógio de um deficiente visual.

• Novo artigo sobre aplicação de penalidades inclui punição anunciada com antecedência e consulta ao organizador em caso de expulsão de jogador do evento (esta punição somente poderá ser aplicada em conjunto com o organizador)

• Qualquer penalidade a ser aplicada em partida de BLZ passa a ser de 1 minuto. 

• O evento de RPD ou BLZ que iniciar com supervisão inadequada terminará com supervisão inadequada, mesmo que a partir de um determinado momento haja árbitros suficientes para a supervisão de todas as mesas.

VISITEM! A ACADEMIA DA MENTE






A Academia da Mente foi inaugurada deste o dia 04 de Maio de 2013 com excelentes instalações. 
A direção da UNEX, está a cargo dos amigos Luiz Lima e Carlos Capivara, aguardando a visita dos enxadristas de Pernambuco e do Brasil, para participarem de torneios internos todos os sábados.

Endereço da UNEX: Avenida Conde da Boa Vista, 700 sala 103A 1º andar Ed. IOBI (Em frente ao Shopping Boa Vista).
 

Aberto do Brasil Taça Cidade de João Pessoa





Começa no próximo dia 2, no Hardman Praia Hotel (foto), no bairro de Manaíra, o Aberto do Brasil Taça Cidade de João Pessoa. A três dias do torneio, o número de participantes já chega na casa dos 60, segundo informações obtidas ontem da CBX, devendo crescer ainda significativamente, visto que essa entidade, organizadora da prova, continuará recebendoinscrições até uma hora antes do início da competição, prevista para começar às 13 horas da sexta-feira que vem. 

Há informações de que muitos enxadristas deverão mesmo fazer suas inscrições nesse prazo limite. Essa opção, aliás, também visa atender aqueles que ainda encontram dificuldades para gerar o boleto de pagamento da inscrição no site do Regulamento do torneio, os quais terão a alternativa de se inscreverem até o horário acima descrito. 

Lembramos, ainda, que dúvidas e dificuldades específicas poderão ser esclarecidas através dos e-mails dos organizadores constantes no regulamento. Acompanhe no chess-results (link) a evolução do número de inscritos no Aberto (no momento, ainda sem os dados mais recentes).

Por Fernando Sá
Editor do Reino de Caíssa

terça-feira, 30 de julho de 2013

Judite! em Petrolina



     
                                                         Judit Polgar

Calma pessoal! É somente uma brincadeira.

A Judite Polgata é o nome de uma gatinha que sempre acompanha as nossas aulas do Plenus Colégio e Curso todos os sábados no SESI-Petrolina. 
Quem cuida dela são os funcionários da entidade, sendo que os nossos alunos colocaram esse nome carinhosamente numa homenagem a melhor enxadrista em todos os tempos, a Húngara Judit Polgar.
Ela não perde um dia de aula. Polgata vem evoluindo o seu jogo a cada dia com muita habilidade.Por enquanto ela só arranha os tabuleiros e as peças. 
O problema é a sua preguiça... Já imaginaram ela calculando "mate em 1" lance... Ela é capaz de tomar um prato de leite e ir dormir.  

                                    Judite Polgata
                                      

Encontraram algo em comum entre as duas?

Não?

AS DUAS SÃO GATAS!!     

Isso me dá força para continuar na Vida de Xadrez



                           Marcelo é o primeiro da esquerda para direita e José Carlos é o último
.

Como o Xadrez entrou na minha Vida

Na época eu tinha 10 anos, era natal, e eu havia ganhado um tabuleiro de xadrez. Fiquei com raiva e questionei muito o fato de ter ganhado o presente, que para mim não parecia tão interessante. Então pensei: já tenho o jogo, agora preciso aprender a jogar. Descobri que no colégio havia aula de xadrez, e resolvi participar das aulas.
Comecei a praticar, e logo, o meu apetite pelo xadrez foi crescendo rapidamente, ficava cada vez mais interessado pelo esporte. Comecei a participar de campeonatos e a ler livros sobre o jogo, o que aprimorou meus conhecimentos e meus fundamentos sobre o jogo. Com um ano praticando, ganhei em lº lugar os Jogos Escolares de Petrolina , no ano de 2003.
Na escola não foi diferente, o xadrez melhorou o meu raciocínio lógico e me ajudou a ter uma nova visão do mundo. Pude conhecer gente nova e fazer amigos. Recebi um grande apoio do professor Emídio, que como “treinador”, acreditou no meu potencial e me treinou para ser um campeão. Com o passar do tempo fui descobrindo que o xadrez não é só um esporte, mas sim, um estilo de vida.
Com cinco anos praticando xadrez, já coleciono inúmeros troféus, dentre eles: Campeão dos Jogos Escolares de Petrolina do ano de 2003, 2004 e 2005. 3º lugar dos Jogos Escolares de Petrolina do ano de 2006. Campeão dos Salesianos do Nordeste (NORDESTÃO) do ano de 2005 e 2007. 3º lugar dos Jogos Salesianos do Nordeste do ano de 2006. Campeão do Open CPX 2005, na categoria Sub-14. Campeão da 2ª Copa São Francisco Country Clube de Xadrez.  Campeão do Aberto de Xadrez do Sertão de Pernambuco (etapa Pernambuco). Campeão do III Torneio de Xadrez River Shopping.
Para alguém que não se identificava com o esporte, e o caracterizava como esporte de “nerds”, acabei me saindo muito bem, é por esse, e por outros motivos aqui não citados, que eu só tenho a agradecer ao xadrez e ao meu professor Emídio Santana.   


13 de Setembro de 2007.

MARCELO CARVALHO PERGENTINO

 

  


DEPOIMENTO DE SAMANDA PASSOS
                                  Campeão Pernambucana Mirim 2007
                                

Sou Samanda Passos, comecei a jogar xadrez com 11 anos de idade sendo meu técnico e Professor Emídio Santana.
 Antes não dava muita atenção pro Xadrez, mas com o tempo percebi que esse esporte pode mudar em alguns pontos da minha vida, principalmente porque esse jogo trabalha com atenção, a imaginação e a matemática (o enxadrista é calculista, alem de calcular suas jogadas ele calcula as possíveis do seu adversário).
Alem do que, esse esporte faz com que você vá adquirindo habilidades mentais, como tomar decisões no momento certo; e também criando pensamentos através de hipóteses, assim ajudando a pensar em conseqüências de seus atos, na própria vida e também no jogo.
Falando um pouco das minhas conquistas no xadrez, participei de campeonatos regionais em que conquistei alguns títulos e que em outros não pude conquistar. O mais recente foi o Jogos Escolares Pernambucano em que fui campeã e com essa conquista fui participar dos Jogos Escolares Brasileiro em Poços de Caldas, em que minha colocação foi 10ª, razoável.
       Espero que os anos que virão sejam de conquistas e aprendizados para melhorar meu ser.


MARÇO DE 2006

SAMANDA PASSOS 

Minha homenagem a Gonzagão


Água Vida!

PARÓDIA (Xote Ecológico- Luiz Gonzaga)


Letra: Emídio Santana
Música adaptada: Lúcia Costa

Na zabumba: Cristiano
No triângulo: Emídio
Na safona: Luis Gonzaga " O Rei do Baião"

A água de beber,
Tá sumindo da torneira,
Os últimos pingos d’água,
Tá saindo da goteira.

Temos que nos alertar!
Se não cuidar da água,
O mundo vai agonizar!
E a sede vem para matar!

Pensam que é besteira...
Aonde iremos parar?
Se ela for embora,
Tudo vai se acabar.

Há tempo pra salvar...
A vida vai se alimentar,
O planeta terá água,
E a sede não vem nos buscar.

Cadê a água daqui?
Poluição bebeu!

Cadê a plantação?
Secou e morreu!

Por que faltou água?
A natureza respondeu:

- “Não tive mais força,
Para sobreviver”

Absurdos que falaram sobre o xadrez


Os 10 Maiores Mitos sobre Xadrez
As pessoas dizem os maiores absurdos sobre xadrez.
As pessoas, especialmente os próprios jogadores de xadrez, dizem os maiores absurdos sobre xadrez e jogadores de xadrez. Aqui estão alguns dos nossos mitos preferidos sobre o jogo da realeza. Alguns desses ditos são definitivamente falsos, outros são opiniões desinformadas, e uns tantos são controvérsias, que podem ou não ser verdadeiras.
É difícil aprender xadrez
Xadrez pode não ser o jogo mais fácil de aprender, mas está longe de ser o mais difícil. O jogador deve aprender o movimento de seis peças, das quais a de menor valor, o peão, tem os movimentos mais complicados. Então deve aprender as regras sobre o ataque e a defesa do rei, tais como o Roque. Deve-se aprender também algumas regras sobre partidas em que nenhum jogador ganha. Um aspecto do mito é verdadeiro: é difícil, muito difícil, aprender a jogar xadrez bem. Um jogador a cada cem alcança a maestria.
O Xadrez tem milhares de anos
Pode-se datar os antecessores diretos do xadrez, com segurança, em torno de 600 d.C.. Com isso o jogo teria 1400 anos, e caso ele sobreviva por mais 100 anos, poderia-se arredondar para 2000, permitindo dizer que o jogo tem “milhares de anos”. O xadrez como conhecemos, com os movimentos modernos da Rainha e do Bispo, podem ser datas seguramente no fim do século XV, na época em que Cristóvão Colombo descobriu a América. Dessa forma, o xadrez moderno tem pouco mais que 500 anos.
Xadrez é uma perda de tempo
Não é exatamente um mito, é melhor classificado como uma opinião. Claro, xadrez é “apenas um jogo”. Porém, diferente de muitos jogos, o xadrez incorpora elementos de lógica e arte. E se lógica e arte são perda de tempo, então o xadrez também é. Na sociedade moderna, tudo que não for relacionado com o desenvolvimento econômico parece perda de tempo para alguns. Para essas pessoas, xadrez certamente é uma perda de tempo. Então que seja! Cada um é livre para escolher seus prazeres na vida.
É preciso ser inteligente para jogar xadrez
Há uma certa relação entre a habilidade no xadrez e a inteligência em geral, no entanto o mínimo de inteligência é necessário. Cães e gatos nunca irão aprender o básico, e ninguém jamais tentou ensinar golfinhos e chimpanzés.  Xadrez, no final das contas, realmente envolve o uso de vários compartimentos avançados do cérebro da maneira mais eficiente possível. Pessoas de todos os tipos jogam xadrez, muitos alcançando maestria. Algumas pessoas muito inteligentes gostam de jogar xadrez, mas  nunca passam do nível iniciante.


Xadrez é para nerds
Na verdade, isso não é um mito, já que xadrez é para todos. Xadrez é para nerds, geeks, crânios, ratos de laboratório, tanto quanto para qualquer outra pessoa. Aqueles que dizem que “xadrez é só para nerds”, o fazem na tentativa de insultar outros, mas isso é totalmente errado. E mesmo se fosse verdade, o que é que tem? Pessoas inteligentes, esquisitas, peculiares, contribuíram mais para o avanço da humanindade que o resto. Se eles quiserem jogar xadrez, é problema deles.
Xadrez foi resolvido por computadores
Computadores tem tido avanços impressionantes e vem fazendo progresso nas aberturas e finais de xadrez. A teoria de abertura se estende além dos 10-15 movimentos das aberturas populares, finais de até 5 peças (contando com os dois Reis) foram resolvidos perfeitamente por bancos de dados gigantes, e finais de seis peças ainda guardam seus segredos. Em contraste, os computadores fizeram pouquíssimo progresso em desvendar as complexidades que se encontram entre a abertura e o final da partida. Xadrez não é um jogo simples.
Computadores jogam xadrez melhor que seres humanos
Em 2006, os melhores computadores jogaram melhor que 99,99% dos seres humaos, mas se igualam aos melhores jogadores humanos. Se, como consideram alguns especialistas, os computadores estão ganhando de 20 a 30 pontos por ano, logo nenhum humano terá a menor chance contra o melhor computador. No entanto, não devemos esquecer que os computadores são sempre treinados por equipes de especialistas humanos que os programam em áreas psicológicas, como o repertório de aberturas. Tirando essa vantagem, sua superioridade seria eliminada.
Xadrez é um esporte
Aqui corremos o risto de aborrecer muitos dos organizadores proeminentes que passaram anos tentando convencer o Comitê Olímpico Internacional (IOC) de que xadrez deveria ser incluído como um esporte olímpico. Levantar pequenas peças de madeira ou clicar rapidamente em uma tela de computador não são atividades que exijam esforço físico. Como mostram inúmeras fotos de eventos recentes de xadrez profissional, jogadres de xadrez nem sempre apresentam um perfil atlético, elegante e esbelto.
Xadrez não é um esporte
Aqui tentamos fazer reparações aos mesmo organizadores que quase convenceram o Comitê Olímpico de que xadrez é um esporte. Xadrez foi incluído como um esporte olímpico nos Jogos Asiáticos de 2006. Uma partida entre dois grão-mestres é cheio de tensão, é um jogo onde bons nervos podem fazer a diferença entre um vencedor e um perdedor. Sabe-se que grão-mestres costumam perder bastante peso ao longo de partidas com duração de um mês.

Mulheres não jogam xadrez tão bem quanto homens
É verdade que, até o momento, mulheres não tiveram desempenho tão bom quanto o dos homens em eventos de xadrez. Há diversas razões para isso: uma delas pode ser que homens geralmente são especialistas em fazer com que as mulheres se sintam desconfortáveis em eventos de xadrez. As irmãs Polgar se esforçaram muito para convencer o mundo do xadrez que mulheres podem jogar muito bem. Talvez um dia se descubra que mulheres podem até jogar melhor que homens. Não se sabe.

Como erramos no Xadrez

KASPAROV FRENTE AO ERRO!

Garry Kasparov e Arnold Schwarzenegger
Dois grandes que reconheceram o valor majestoso do erro!






"O Maior Erro na Vida é o de Ter Sempre Medo de Errar"
E. G. Hubbard


O Professor e MI Boris Slotnik escreveu este texto abaixo na revista Jaque há alguns anos e o traduzi para os leitores deste blog, cujo objetivo é ajudar o jogador e o treinador de xadrez, a analisar os seus erros mediante uma classificação simples, buscando os casos mais típicos e frequentes da prática de torneios excluindo aqueles cometidos no apuro de tempo.


1- FALTA DE CONCENTRAÇÃO

O campeão do mundo Gari Kasparov fala freqüentemente que no xadrez a capacidade de concentração tem um papel importantíssimo. A prática de torneios demonstra que com estes tipos de erros estão relacionados as falhas mais trágicas na história do xadrez. Em certo sentido, todos os erros tem sua raíz na falta de concentração ou com outras palavras, na falta de atenção, porque segundo a opinião de psicólogos esta é a regulação de todos os processos da mente humana. Parece que a falta de atenção tem duas formas básicas. A primeira está relacionada com o relaxamento, e os erros deste tipo ocorrem freqüentemente nas situações vantajosas e inclusive ganhas.

Petrosian,T - Korchnoi,V
Moscou, 1963
Esta é a primeira parte da partida que disputaram Petrosian e Korchnoi em moscou, 1963. Nela tem clara vantagem o campeão do mundo naquele momento. Assim escreveu Petrosian: " Durante muito tempo nas jogadas anteriores pensava que minha posição era ganhadora... Se o desenvolvimento anterior da partida não fosse tão positivo para mim, provavelmente jogaria nesta posição 1.Rf3, e poderia ganhar tempos por meios da famosa manobra de triangulação: Rf2-g2-h3, conseguindo deste modo chegar a mesma posição, pois em troca de um tempo das pretas. Tudo isto era o que eu tinha no cérebro, pois minha atenção estava distraída, estive obcecado na idéia principal: a captura do peão em h6. Por isso chegou um erro impensável: 1.Txh6?? . Não vi a ameaça f4-f3, creio que provavelmente foi porque a posição das pretas parecia estar indefesa". Depois de 1...f3 2.Tg6 Re8 as brancas se renderam. 0-1


A segunda forma de falta de atenção se relaciona com o cansaço, representa na realidade o preço psicobiológico do jogo para o enxadrista.

Botvinnik - Petrosian
Moscou, 1966
1.Tc3?? [menos claro era 1.Txd2 exd2 2.Td1 Ae3 3.Ae2 (3.c5? Ac2) 3...Ae4+ 4.Rh3 Rg7 5.Tf1; 1.Tce1! as brancas ganhariam a partida apesar de qualquer resposta de seu rival: 1...Td8 (1...Ad3 2.Txd2 exd2 3.Te5 ou Te8+; 1...Td3 2.g4 Ae6 3.h3; 1...Ab4 2.Txd2 Axd2 3.Ta1 Ad3 4.c5 e2 5.Axe2 Axe2 6.c6) 2.Txe3! Axe3 3.Txe3] 1...Ae4! e as pretas ganharam. Ao explicar seu grave erro, Botvinnik escreveu que esta partida era a sétima seguida, sem nenhum dia de descanso. A tarefa era muito difícil, inclusive para um jogador jovem(Botvinnik tinha naquele tempo 55 anos), ainda mais se tinha em conta que nas partidas anteriores ele se havia confrontado com Tal, Spassky, Stein, e que se jogava com o antigo controle de tempo: cinco horas diárias mais adiamento de partidas. 0-1


Para jogadores de primeira categoria e candidatos a mestres, além destas duas formas, é típico também desviar a atenção, o que na maioria das vezes deriva em graves conseqüências. Veja algumas mais comuns, onde os jogaores deixaram de fazer a jogada obrigatória. 1.e4 c5 2.c3 Cf6 3.e5 Cd5 4.Cf3 e6 5.d4 Cc6?

Exemplo na abertura 1 [B22]
[tinha que jogar >=5...cxd4 ] 6.c4 Cb6 7.d5 *


1.d4 Cf6 2.Cc3 c5 3.d5 g6 4.e4 Ag7?

Exemplo na abertura 2 [A43]
[>=4...d6] 5.e5 Cg8 os dois peões na quinta fila dão as brancas uma vantagem decisiva. *


2- FALTA DE CONHECIMENTO

Nenhum jogador, inclusive o campeão do mundo, não sabe tudo, por isso os erros deste tipo são inevitáveis. A raíz fundamental destas falhas têm uma estreita relação com a limitação de nossa memória. Isto se deve a que a memória humana conserva bastante bem os métodos, as formas e as conseqüências lógicas, pois muito pior a informação concreta. O desenvolvimento da teoria moderna de aberturas requer altas exigencias da memória do enxadrista. Por isso não é surpreendente que os erros de conhecimento concreto possa se ver com freqüência, não só nas partidas de aficcionados, mas também nas dos profissionais. 1.e4 c6 2.d4 d5 3.Cd2 dxe4 4.Cxe4 Cd7 5.Cg5 Cgf6 6.Ad3 Dc7?! 7.C1f3 e6 8.De2 h6? 9.Ag6!

Wolf - Epishin [B17]
Maringa, 1991
Apesar da sua experiência na a defesa Caro-Kann e de seu alto Elo(2615, naquele tempo), o GM Epishin caiu nesta famosa armadilha. depois de... 9...hxg5 10.Axf7+ Rd8 11.Cxg5 ... as brancas têm vantagem decisiva. Entretanto, para os jogadores de alto nível são mais típicas as imprecisões posicionais na abertura que ao longo influi negativamente no desenvolvimento de toda a partida. 1-0


1.e4 c5 2.c3 e6 3.d4 d5 4.exd5 exd5 5.Cf3 Cc6 6.Ab5 c4?

Karpov,A - Polgar,J [B22]
Linares
7.Ce5 Db6 8.Axc6+ bxc6 9.0-0 Ad6 10.b3! cxb3 11.axb3 Ce7 12.Aa3 Axe5 13.dxe5 Ae6 14.Dd4! Cf5 15.Dc5 h5 16.Cd2 f6 17.exf6 gxf6 18.Ab4 Rf7 19.Ta4! Dxc5 20.Axc5 e as brancas têm clara vantagem no final. *


Nas partidas entre jogadores sem títulos se pode encontrar grande variedade destes erros de conhecimento. Aqui temos alguns exemplos do último Campeonato Espanhol por Equipes(Cala Galdana, 1994): 1.e4 e5 2.Cf3 Cf6 3.Cc3 Cc6 4.Ac4?!

Vilar - Blásquez [C55]
Campeonato Espanhol por Equipes Cala Galdana, 1994
como é bem sabido a teoria pede, em vez de 4.Ac4?! o melhor é 4.Ab5 ou 4.d4. 4...Ac5?!



[>=4...Cxe4! 5.Cxe4 (5.Axf7+ Rxf7 6.Cxe4 d5-/+) 5...d5-/+ as pretas optaram por uma jogada indiferente.] *


Gómez,A - Gómez,J. C. [C68]
Campeonato Espanhol por Equipes Cala Galdana, 1994


1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Ab5 a6 4.Axc6 dxc6 5.0-0 Ad6?! [>=5...f6; >=5...Dd6] 6.d4 f6?! [>=6...exd4] 7.dxe5 fxe5 8.Cxe5! e as pretas não têm compensação pelo peão perdido. *


Para os jogadores que querem conseguir o título de mestre é obrigatório saber a base tática de suas linhas nas aberturas. Pois, infelizmente e muito freqüentemente eles não sabem. Veja um exemplo com um dos melhores juvenil da Galícia, que durante anos jogou a variante Záitzev na Espanola: 1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Ab5 a6 4.Aa4 Cf6 5.0-0 Ae7 6.Te1 b5 7.Ab3 0-0 8.c3 Ab7 9.d4 Te8

Exemplo na Abertura 3 [C88]
entretanto ele não era capaz de demonstrar ou responder, o que ocorre se a partida continua: 10.Cg5 Tf8 11.f4 , que representa a combinação mais evidente das brancas. Durante uma partida de torneio, inclusive para o jogador profissional, é muito complicado encontrar a idéia original do GM Záitzev: 11...exf4 12.Axf4 Ca5 13.Ac2 Cd5! 14.exd5 [14.Cxh7? Cxf4] 14...Axg5 15.Dh5 h6=/+ , com bom jogo para as pretas. Ë evidente que desconhecimento deste tipo podem provocar dolorosas derrotas. *


3-ERRO DE CÁLCULO

O cálculo de variantes é a capacidade que permite ao jogador analisar com efetividade as posições que desfilam por sua mente após considerar as conseqüências de tal ou qual jogada aspirante. Esta capacidade se baseia em três fatores principais: a imaginação, que permite sair da posição inicial; a memória operativa(de curto prazo), que leva a mente a trocas da posição inicial em forma de quadros intermediários; a atenção, que força e regula a intensidade e que comprova por demais a exatidão do cálculo. Ao contrário do cientista ou o pintor, o enxadrista t6em que exercitar sua imaginação durante o tempo limitado da partida real de torneio. Por isso é muito útil ter métodos individuais para forçar a imaginaçào de cada um.

Tal - Vasiúkov
Kiev, 1965
Durante 40 minutos, o gênio da combinação não foi capaz de encontrar as conseqüências do sacrifício 1.Cxg7! e ajudou a consegui-lo ...uma canção para meninos famosa na URSS, que se chama "como içar um hipopótamo do pántano". A partida seguiu: 1...Rxg7 [se 1...Cf4 2.Dd2!; 1...Axc4 2.Cxe6!] 2.Cd4 Cf4 3.Dg4+ Rh8 4.Cxe6 Cxe6 5.Dxe6 , com vantagem branca. Infelizmente as canções não são um remédio universal. Entretanto, o método para desviar a atenção, e inclusive a possibilidade de falar consigo mesmo durante o cálculo, merece atenção. *


 Os erros da memória operativa sào muito típicos nos jogadores jovens, carentes todavia de grande experiência.
Iglesias,F - Anca,J
Campeonato da Galícia Sub-16 Mondariz, 1994
apartir desta posição, se seguiu: 1.f5? e5 2.Ce6 e4 somente agora as brancas descobriram que em caso de 3.Cc7, jogada que havia planejado, segue 3...Te5, e depois de 4.Ce6 Ae6 5.fe6+ Re7 as pretas têm uma clara vantagem. *


As falhas de atenção nas partidas de jogadores profissionais sucede na maioria das vezes nas primeiras rodadas do torneio, quando o mecanismo enxadristico cerebral ainda não está suficientemente aquecido
Aqui petrosian aceitou empate, devido a seguinte variante: 1.Cxd5

Bobócov - Petrosian
Moscou
Mondariz, 1967
exd5 [1...Dxd5? 2.Axf6 Axf6 3.Th3 Axe2 4.Axh7+ Rh8 5.Ae4+; em caso de 1...Cxd5 2.Th3 Axe2 3.Axh7+ Rh8 4.Ae4+ com igualdade.] 2.Axf6 Axf6 3.Th3 Axe2 4.Axh7+ Rh8 5.Af5+ Rg8? [ Pois mediante: 5...Ah4 Petrosian poderia cobrir seu rei e ganhar a partida.] 6.Ah7+ , com xeque perpétuo. 1/2-1/2


4-ERRO DE SENTIDO

O sentido da posição é o núcleo, a essência, da maestria, por isso os erros deste tipo são relativamente pouco freqüente no nível profissional. Ao contrário, nas partidas de jogadores de primeira categoria e candidatos a mestre, este tipo de erro se pode observar com bastante freqüencia.na continuação veremos erros típicos para jogadores deste nível:

De La Fuente - Abella
Ferrol Mondariz, 1993
1...g4? [mediante 1...Rf8! , que diminui a pressão do trem branco Db3 e Ac4 sobre f7 devido a uma resposta preta 2....Ca5 e evitaria o perigo que supõe a abertura da coluna "e" com e4-e5, as pretas poderiam conservar um peão a mais e a vantagem posicional. Normalmente as jogadas deste tipo 1....Rf8! são difíceis para os jogadores de primeira categoria que estão acostumados a resolver quase exclusivamente os problemas concretos. ] 2.Cfd2 Dh4 3.Txf4 com clara vantagem branca na partida. *

Leira - Cruz
Santiago de Compostela Mondariz, 1993
Nesta posição seguiu: 1.Ac2? [>=1.Te1! daria as brancas clara vantagem, tanto depois de 1...Cxd3 (como depois de 1...Ce6 2.Dd2 f4 3.Te5) 2.Dxd3 f4 3.Te5 . Em geral, os jogadores de nível "candidatos a mestre" têm certa orientação no jogo posicional, pois freqüentemente seu jogo carece de elasticidade suficiente como para sair das decisões estereotipadas. Isto é o que sucedeu na partida com 1.Ac2?, "o bispo é mais forte que o cavalo".] 1...Ce6 2.Dd2 f4 3.g6 hxg6 com jogo equilibrado *


5- FALTA DE CRIATIVIDADE

Em certo sentido, todo conteúdo do jogo se pode dividir em duas partes: o conhecido e o novo. Pois segundo o nível e a experiência do jogador, o percentual destas partes são muitos diferentes. Para o aficcionado, o xadrez é como uma selva, já o contrário, para um jogador profissional, se parece a sua casa. Por isto vamos aqui ter em conta a definição de criatividade no sentido mais geral, é dizer, a qualidade de descobrir algo novo para seu nível atual. Há posições onde os grandes mestres e jogadores de nível modesto podem equivocar-se igualmente.

Svéshinikov - Bareev
Moscou, 1992
Esta posição surgiu depois de 1.e4 e6 2.d4 d5 3.e5 c5 4.c3 Cc6 5.Cf3 Ch6 6.dc5 Cg4?. A primeira vista as pretas têm que recuperar o peão entregado por causa da dupla ameaça em c5 e e5, que ocorre em posições semelhantes da Defesa Francesa, com o cavalo preto em d7, em vez de g4. Esse pequeno detalhe tem, entretanto, muitíssima importância. Svéshnikov jogou 1.Da4! agora as pretas poderiam abandonar, porque as brancas não somente têm um peão a mais, como também vantagem posicional. *


Em outro exemplo, as pretas chegaram a seguinte posição,as brancas achavam que ganhariam o bispo preto de maneira forçada, graças a seu par de peões passados. Pois não se deram conta de que aqui capturar o bispo não significa ganhar a partida.
Bueno - Ruiz
Campeonato Juvenil Espanhol Sant Feliú, 1994
1...e4 2.c5 e3! 3.cxd6+ Rd8 4.Ab5 a4 5.Rc5 a3 6.Rb4 a2 e as brancas abandonaram. *


 6- ERRO DE LÓGICA

Aqui tem de ter em conta os erros de sentido comum, que se pode dividir em dois grupos principais: O primeiro reflete nossas falhas, desde um ponto de vista do xadrez como um jogo. O segundo demonstra erros na lógica da luta. Vejamos um exemplo típico do primeiro grupo:

erro de lógica 1
Ao resolver este problema didático, inclusive ao encontrar a variante ganhadora. 1.Ah7+! Rh8 2.Axh6 Axh3 3.Axg7+ Rxg7 4.Dg6+ Rh8 5.Ag8!! alguns jogadores jóvens, começram seus cálculos por 1.Ah6, que representa um erro típico de lógica, porque depois de 1...Ah3 2.Ah7+ há também de calcular outra possibilidade das pretas(2...Rf7) e não importa que seja bom ou mau para as brancas, porque de todas as formas aumenta o volume de cálculos sem necessidade. *

 Szabo - Petrosian
Amsterdam, 1952
Muito frequentemente, os jogadores, inclusive profissionais, não são capazes de evitar aproveitar-se dos apuros de tempo de seu rival. Esta forma de jogar tem certo sentido nas posições inferiores, pois não tem nenhuma razão lógica nas situações vantajosas. Deste modo, o xadrez castiga aqules que jogam como ocorreu, por exemplo, nesta partida, que reflete a posição do diagrama. É evidente que as brancas têm vantagem clara não só devido a qualidade a mais, mas também pela maior mobilidade de suas peças. Entretanto, a partir daí o GM húngaro tentou aproveitar os apuros de tempo de Petrosian e começou a jogar sem aprofundar na posição. Continuou: 1.Td6?! [segundo Petrosian 1.Td1! seria mais forte por 1...Cxd5 2.Dxd5 Tf8 (2...Db8 3.Dd6) 3.De6+ De7 4.Dc8+ Rf7 5.Dc4+ Re8 6.Td5+/- com forte vantagem depois de 7.Tc5.] 1...0-0 2.Td1?! [2.Th4 Dc5 3.Tb4 conservaria a vantagem] 2...Dc5 3.Td8 Dxa3+ 4.Rb1 h5 5.Txf8+ Dxf8 6.De4?! (ou também Dd8+) 6...De7 7.Db4 Dc7 8.Dd6? Dxd6 9.Txd6 Cc4! e as pretas ganharam este final. 0-1


Outro erro típico, especialmente para os juvenis, é a intenção de jogar para ganhar sem ter em conta a situação real no tabuleiro.
Carrasco - Suares
Campeonato Juvenil da Espanha Sant Feliú, 1994
1...Cd4 que é um grave erro posicional porque aumenta a ação do Ag2. Na partida seguiu [Nesta posição, as brancas estão um pouco melhor graças a pressão do bispo em g2. Entretanto, mediante 1...Ad7 2.Ab2 (2.Cfe5? Cxe5 3.Cxe5 Ad4-+) e logo 2...Tac8 , as pretas poderiam conseguir equilíbrio. Pois as pretas queriam complicar o jogo a qualquer preço, e jogaram] 2.Cxd4 Axd4 3.Ta2 devido a ameaça 4.Td2 as brancas têm clara vantagem. *

sábado, 27 de julho de 2013

Resultado final do Torneio do Ministério Público






A oitava edição do Torneio Infanto-Juvenil de Xadrez da Associação do Ministério Público do Estado de Pernambuco foi um sucesso e contou com a presença de 80 inscritos.
A organização e arbitragem esteve a cargo de Emídio Santana e Cristiano Afonso. No apoio ficaram os professores Anderson Diego e Agnaldo Melo, ratificando assim a contribuição da Associação Sanfranciscana de Xadrez.
A competição foi dividida em dois grupos. O grupo1 com 30 participantes, teve como Campeão Geral Arielson Costa e no grupo2 com 50 participantes, o Campeão Geral foi Álvaro Cristiano.
Nossos agradecimentos ao Dr.Tilemon que mais uma vez se empenhou para tornar viável a realização do evento. Ao Colégio Nossa Senhora Maria Auxiliadora que gentilmente cedeu o espaço para nos abrigarmos. Ao Jornal Gazzeta pela divulgação do torneio. Aos pais, professores e alunos que compartilharam com o sucesso deste grandioso torneio.
Valeu!!!
Resultado Geral:
SUB8
1º Sofia Melo
2º Felipe Gomes
3º Larissa Gomes
SUB10
1º Arielson Costa
2º Pedro Kauã
3º Gabriel Moreira
SUB12
1º Álvaro Cristiano
2º Erick Keven
3º Leonardo Santos
SUB14
1º Michael Felippy
2º Arilson Costa
3º Cicero Fernando
SUB16
1º Matheus Augusto
2º André Luiz
3º Luan Mateus
SUB16 FEMININA
1º Maria Fernanda
FEMININA
1º Helisa Cristina
2º Andrielle Maria
3º Yasmim Carvalho

sexta-feira, 26 de julho de 2013

8º Torneio de Xadrez do Ministério Público-PE


ENCERRAMOS AS INSCRIÇÕES COM 80 PARTICIPANTES!!! 
NOSSOS AGRADECIMENTOS AOS PROFESSORES E PAIS DE ALUNOS  PELO APOIO.

A ARBITRAGEM FICARÁ A CARGO DE CRISTIANO.

VAMOS INICIAR AS 13H30.

ATÉ AMANHÃ!!!

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Álvaro Cristiano BI-CAMPEÃO!

   Álvaro recebendo a premiação ao lado do seu pai Cristiano Afonso.

Álvaro Cristiano sagrou-se campeão geral do 3º Torneio Amador de Sobradinho-BA, realizado no último dia 20 de Julho. Além de ser campeão geral o mesmo conseguiu a façanha de ganhar pela segunda vez de forma invicta. 
A competição vem crescendo a cada ano, e nesta edição contou com 36 participantes.
Parabéns! Garoto 

domingo, 21 de julho de 2013

8º Torneio de Xadrez do Ministério Público

8º TORNEIO DE XADREZ DO MINISTÉRIO PÚBLICO- PE

ESTAMOS COM 60 INSCRITOS!!! ESTABELECEMOS O LIMITE PARA 80 PARTICIPANTES.

O Sertão do Pajeú e os seus Campeões Escolares 2013



Salão dos Jogos


Saíram os novos Campeões Escolares do Sertão do Pajeú, com uma grande participação de atletas nas categorias mirim e infantil, nos naipes masculino e feminino. Vale destacar o grandioso trabalho dos professores Romero, Kalloka, Jorge, Luizinho e outros profissionais da área que somam e contribuem para o engrandecimento do Xadrez Pernambucano.

Parabéns a todos que fazem parte daquela região promissora.  

Escola Campeã Geral de Xadrez 2013: EREMMAPS

Equipes:

Escola Nossa Senhora de Lourdes (Campeã Mirim Feminino)
Escola Diomedes Gomes (Campeão Mirim Masculino)
EREMMAPS (Campeão Infantil Feminino)
EREMTT (Campeão Infantil Masculino)
Colégio Normal (Campeão Juvenil Feminino)
João Gomes (Campeão Juvenil Masculino)

Individual:

Mirim Feminino: Dayse Rayane (Rosete)
Mirim Masculino: Pedro Guilherme (EREMMAPS)
Infantil Feminino: Isabel Santos (Monteiro Lobato)
Infantil Masculino: Gustavo de Sena (Domingos Teotônio)
Juvenil Feminino: Tamires (Colégio Normal Estadual)
Juvenil Masculino: Felipe Santos (Oliveira Lima)

Fonte: Afogados Xadrez Clube

segunda-feira, 15 de julho de 2013

4ª Etapa do Circuito Sanfranciscano de Xadrez



DIA: 10 DE AGOSTO DE 2013 (SÁBADO)
HORÁRIO: A PARTIR DAS 14 HS.
LOCAL: SEST SENAT
TEMPO DE REFLEXÃO: 16'
INSCRIÇÕES: R$ 10,00
ALUNOS DA ESCOLA PÚBLICA: R$ 5,00

VALENDO RATING DA ASSOCIAÇÃO SANFRANCISCANA DE XADREZ

DISTRIBUIÇÃO DA PREMIAÇÃO: NÃO ACUMULATIVA
ABSOLUTA:
1ºLUGAR: TROFÉU+ R$ 50,00
2ºLUGAR: MEDALHA + R$ 30,00
3ºLUGAR: MEDALHA + R$ 15,00
FEMININA:
1ºLUGAR: TROFÉU
2ºLUGAR: MEDALHA
3ºLUGAR: MEDALHA
SUB-8:
1ºLUGAR: TROFÉU
2ºLUGAR: MEDALHA
3ºLUGAR: MEDALHA
SUB-10:
1ºLUGAR: TROFÉU
2ºLUGAR: MEDALHA
3ºLUGAR: MEDALHA
SUB-12:
1ºLUGAR: TROFÉU
2ºLUGAR: MEDALHA
3ºLUGAR: MEDALHA
SUB-14:
1ºLUGAR: TROFÉU
2ºLUGAR: MEDALHA
3ºLUGAR: MEDALHA
SUB-16:
1ºLUGAR: TROFÉU
2ºLUGAR: MEDALHA
3ºLUGAR: MEDALHA
+ 10 medalhas de participação para a categoria Sub-8.
Obs. As Categorias Sub 8 e Sub 10 ficarão separadas com um emparceiramento à parte.
Arbitragem: Cristiano Afonso e José Helton
Organização: Associação Sanfranciscana de Xadrez
TODA ARRECADAÇÃO SERÁ  REVERTIDA PARA A ASSOCIAÇÃO